segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Fim de semana registra 34 mortes violentas no Ceará, com 30 assassinatos e quatro óbitos em acidentes de trânsito nas CEs

Ao menos, 34 pessoas tiveram morte violenta no Ceará no fim de semana marcado pelo Segundo Turno das Eleições-2016. O balanço ainda é parcial, mas aponta 30 casos de homicídios e quatro mortes em acidentes de trânsito.
Somente em Fortaleza, foram registrados oitos crimes de morte nos seguintes bairros: Itaperi, Sabiaguaba, Álvaro Weyne, Pirambu (2 casos), Vila Velha, Henrique Jorge e Messejana.
Na região Metropolitana de Fortaleza (RMF), foram seis assassinatos nos seguintes Municípios: Caucaia (2 casos), Maracanaú (2), Marangaupe, Pactuba,
No Interior Norte, seis pessoas foram assassinadas nos Municípios de Redenção, Capistrano, Ipu, Pentecoste, Boa Viagem e Itapipoca.
No Interior Sul, foram mais 10  homicídios, em cidades como: Araripe (2 casos), Missão Velha, Quixadá, Parambu, Aracati, Icapuí, Senador Pompeu e mais duas cidades não especificadas nos boletins da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).
Trânsito
Quatro mortos. Este foi o resultado de acidentes ocorridos nas rodovias estaduais que cortam o Ceará. Os desastres com mortos ocorreram nos Municípios de Icó, Cariré, Senador Sá e Tabuleiro do Norte. Foram registradas três colisões e um atropelamento.
Eleições
Pelo menos, um dos 30 homicídios registrados no fim de semana teve relação direta com as eleições. O fato ocorreu em Fortaleza, onde um policial militar (identidade não revelada) matou um homem a tiros no bairro Pirambu.
O crime ocorreu por volta de 9 horas, na Rua Camélia, onde Antônio Carlos da Silva , 19 anos, foi executado a tiros pelo PM que ocupava um veículo modelo Fox, cor preta. Logo após o crime, o militar (soldado) se apresentou na sede da Controladoria Geral de Disciplina (CGD).
Testemunhas informam que os dois homens teriam discutido por conta de candidatos a prefeito de Fortaleza.  O homem morto era envolvido com tráfico de drogas e homicídios e tinha um mandado de prisão em aberto.
Já a Polícia Federal fez o registro  de apenas sete Termos Circunstanciados de Ocorrência (T.C.O.s), além de 11 pessoas que foram conduzidas à sede da instituição acusadas de crimes como “boca de urna” e propaganda irregular.  Dois mesários foram detidos em flagrante em uma secção eleitoral, na Praia de Iracema, quando votavam em nome de pessoas que não compareceram às urnas. 
Fonte: Ceará News 7