sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Policiais acusados de matar pedreiro são absolvidos por júri popular

O Conselho de Sentença do 1º Tribunal do Júri do Fórum Clóvis Beviláqua absolveu os policiais José Milton Alves Maciel Júnior, Washington Martins Silva e Dennis Bezerra Guilherme da acusação de homicídio contra o pedreiro Francisco Ricardo Costa. A decisão foi proferida nessa quarta-feira (28/09).
A sessão foi presidida pelo juiz Eli Gonçalves Junior e a acusação ficou a cargo do promotor Rafael de Paula Pessoa Morais e do advogado Carlos Mourão. Já a defesa foi realizada pelos advogados Daniel Maia, Cândido Albuquerque e João Victor Duarte. O Conselho de Sentença aceitou a tese de negativa de autoria dos réus.
Segundo a denúncia do Ministério Público do Ceará (MP/CE), em 13 de fevereiro de 2014, por volta das 13h30, a vítima voltava do trabalho, de bicicleta, pela rua Francisco Glicério, no bairro Maraponga, quando foi abordado pelos agentes. O pedreiro teria sido confundido com bandido e colocado na viatura pelos policiais do Ronda do Quarteirão.
Ele foi levado para um matagal e espancado. Populares viram o corpo estendido no local e chamaram a polícia. Os mesmos agentes atenderam a ocorrência e o encaminharam a um hospital. Francisco Ricardo não resistiu aos ferimentos e faleceu em decorrência de politraumatismo.
Os três foram presos e denunciados por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa).
Fonte: Ceará Agora