quinta-feira, 30 de abril de 2015

Soterrado, bebê de 4 meses sobrevive no Nepal

Equipe de resgate encontra bebê de quatro meses nos escombrosReprodução/Kathmandu Today
Um recém-nascido de quatro meses foi encontrado nos escombros do terremoto de 7,8 graus na escala Richter que atingiu o Nepal no último sábado (25). A criança sobreviveu por três dias sozinha e foi resgatada ontem (28).
O bebê foi encontrado nos escombros de sua casa, que desabou na cidade de Bhaktapur, uma dos locais históricos próximos ao vale de Katmandu. O recém-nascido foi enviado a um hospital com diversos ferimentos, mas está fora de perigo. Além da criança, um jovem de 27 anos, Risk Khanal, também foi resgatado depois de 82 horas soterrado em Gongabu.
Mais de 10 equipes de socorristas estrangeiros chegaram a Katmandu para auxiliar os militares nepaleses nas buscas por sobreviventes do terremoto, que já deixou mais de cinco mil mortos. Há especialistas da Índia, Sri Lanka, China, Turquia, Holanda, Polônia, Alemanha, Israel, Malásia e Japão atuando em Katmandu. Uma equipe britânica também está em Sindhupalchok. Apesar disso, cerca de 200 pessoas protestaram hoje na capital do país contra o atraso na distribuição de itens humanitários.
Os manifestantes fecharam vias e acusaram o governo de não agir de maneira suficiente. Houve confrontos com a polícia, que prendeu alguns manifestantes. O tremor de terra, que foi o maior na região nos últimos 80 anos e chegou a ser sentido na Índia, Paquistão e Bangladesh, provocou avalanches no Monte Everest com ao menos 18 mortos. Devido a isso, pelo segundo ano consecutivo, foram canceladas as expedições para a melhor época de escaladas, de 10 a 12 de maio.
De acordo com as agências que organizam as escaladas, todos os guias e alpinistas já deixaram o local. No ano passado, as expedições foram canceladas por uma avalanche que provocou a morte de 16 pessoas. As autoridades nepalesas temem que o número de mortes causadas pelo terremoto possa chegar a 10 mil. O Centro de Operações de Emergências do Nepal informou que 10,9 mil pessoas estão feridas. Outras 454 mil estão desabrigadas. Ao todo, oito milhões de pessoas foram atingidas pelo tremor de terra, de acordo com as Nações Unidas.