quarta-feira, 29 de abril de 2015

Gerentes são acusados por morte de funcionário que foi 'assado' em forno industrial nos EUA

jose-melena-arquivopessoal-460x295.jpg
Jose Melena, que morreu em um acidente industrial em 2012
 
A Bumble Bee Foods, companhia americana de enlatados de peixes e frutos do mar, e dois de seus gerentes foram acusados formalmente pela morte de um funcionário que foi 'assado' em um forno industrial de uma das fábricas da empresa.
O caso ocorreu em outubro de 2012, em Santa Fé, no estado da California. Jose Melena, então com 62 anos, estava fazendo a manutenção periódica do forno industrial de 10 metros de comprimento quando um colega, pensando que ele estivesse no banheiro, ligou o aparelho, carregado com 5 toneladas de atum.
Após um tempo, o supervisor sentiu falta de Jose e, então, fez um anúncio procurando por ele. Os funcionários só encontraram o corpo dentro do forno, que foi aquecido a 270 graus Celsius, duas horas depois, após buscarem pelos banheiros e pelo estacionamento.
A companhia, o diretor de Operações da fábrica Angel Rodriguez e o ex-gerente de Segurança Saul Florez foram acusados, cada um, por três violações das regras de Saúde e Segurança Operacional que acarretaram a morte de Jose Melena.
A condenação ressalta que a Bumble Bee Foods e os dois gerentes intencionalmente violaram as regras que exigem a implementação de um plano de segurança na fábrica, as regras para funcionários que atuam em áreas confinadas e as regras de procedimentos que mantêm o maquinário inoperante em caso de manutenção.
Os gerentes podem pegar três anos de prisão e pagar um multa de até US$ 250 mil se forem condenados por todas as acusações.