terça-feira, 31 de março de 2015

Preso suspeito de matar estudante

Cristofer de Silva Marques
Estudante Diego Tertuliano, de 16 anos

A Polícia Civil prendeu, na tarde ontem, um dos suspeitos de ter matado o estudante Diego Tertuliano, de 16 anos, que morreu ao tentar proteger a mãe durante um assalto na Rua Paulo Setúbal, em Messejana.
O homem, identificado como Cristofer de Silva Marques, 21, foi detido na BR-116, quando voltava de Itaitinga, e levado ao 6º DP (Messejana). De acordo com a Polícia, o suspeito foi localizado quando andava a pé pela rodovia, após descer de um transporte alternativo.
Cristofer confessou participação o crime, porém, a arma usada na ação ainda não foi localizada. Cristofer disse que ficou no carro enquanto o outro suspeito, Flaviano de Sousa Silva, 22, atirou no adolescente.
Conforme o delegado titular do 6ºDP, Osmar Berto, Cristofer foi autuado por latrocínio.
Diego foi enterrado na tarde de ontem no Cemitério de Messejana. O estudante foi atingido por um disparo na cabeça por volta das 12h30 do último domingo (29). Segundo a Polícia, dois homens abordaram a mãe dele, que estava dentro do carro, parada na frente da garagem.
O adolescente, que abria o portão, viu a cena e correu para intervir. Houve luta corporal entre Diego e um dos assaltantes. O suspeito, após ser derrubado no chão efetuou disparos. Um dos tiros atingiu a vítima. Diego foi levado ao IJF, mas morreu na unidade de saúde, após cirurgia.
Dezenas de estudantes de quatro escolas do bairro onde o jovem estudou organizaram uma passeata que saiu da escola onde ele estudava até a casa onde o corpo era velado e participaram do momento de oração junto à família e amigos do adolescente. Dulcinéia Tertuliano, a mãe do estudante, por um microfone ligado a um de carro de som, ainda muito abalada, agradeceu a presença dos amigos de escola.
Após às 16h, diversos automóveis e ônibus saíram em cortejo até o Cemitério. O adolescente havia iniciado seu primeiro emprego na última sexta-feira e estava empolgado com o novo trabalho. "Ele estava animado com o novo emprego de jovem aprendiz, na mesma empresa que a mãe trabalha", comentou a prima do adolescente, Karen Lily.