terça-feira, 30 de setembro de 2014

ORDEM DOS PASTORES EVANGÉLICOS ANUNCIA APOIO A EUNÍCIO E TASSO


Com a presença do presidente da entidade, pastor Francisco Paixão, e de outros líderes, como os pastores Max de Castro, Lauredano, Tourinho Filho, Glauco Barreira e do presbítero Ednilton Soares, a Ormece apresentou a Eunício e Tasso suas ideias para uma sociedade mais humana e igualitária. O pilar desses ideais, conforme ressaltaram os pastores, é a defesa intransigente da vida e da ética na política.



Após a acolhida feita pelo Pastor Maurinho, coube ao Pastor Glauco Barreira proferir uma mensagem de defesa da participação da igreja na vida política. Segundo ele, princípios básicos do nosso cotidiano, como o constitucionalismo, a separação de poderes a defesa da dignidade humana foram forjados no exercício da fé cristã. “O cristianismo faz homens libertos. Não queremos um estado confessional, mas também não podemos admitir que o homem seja desfigurado em sua essência”, defendeu. 


O pastor Francisco Paixão leu uma carta de princípios, aprovada por todos os integrantes da Ormece, direcionada a Eunício e Tasso. Para a entidade, o eleitor tem o direito de conhecer seus candidatos e de votar conforme sua consciência, sem se submeter a qualquer tipo de cabresto. “Queremos nos posicionar ao lado da verdade e da justiça, 


 Com respeito à vida humana em todas as suas faces”, declarou, destacando o desejo da entidade de manter uma parceria com  o Estado. 


Ao agradecer o apoio recebido pela Ormece, Eunício reafirmou seu compromisso com o combate à corrupção, enaltecendo a emenda de sua autoria que ampliou os efeitos da Lei da Ficha Limpa, que passou a valer para todos os ocupantes de cargos públicos, e não apenas os eletivos. Ele destacou que sua vida pública sempre foi pautada pela busca da qualidade de vida dos cearenses, assim como também está marcada a trajetória de seu companheiro de chapa, Tasso. 




Eunício ressaltou ainda que, no governo, pretende firmar parcerias com as igrejas com o objetivo de garantir tratamento de saúde e conforto espiritual para as pessoas que vivem o drama das drogas. “Vou precisar muito de vocês, para que possamos cuidar desses homens e mulheres, incluindo os jovens que deveriam estar na escola pública e não estão. São 500 mil os jovens cearenses que não estudam e nem trabalham”, lembrou. 

Juntos pela vida

O candidato citou a proposta de criação da Rede Juntos Pela Vida, uma ação que vai unir secretarias estaduais, igrejas e voluntários para dar uma nova chance a quem mergulhou na violência e nas drogas. Segundo Eunício, 90% das cidades cearenses convivem com o drama. Ao mesmo tempo em que irá oferecer o tratamento, Eunício afirmou que vai iniciar um intenso combate ao tráfico de drogas, inclusive operações envolvendo um trabalho planejado e articulado com outros estados. -