sexta-feira, 30 de maio de 2014

Presidente do PT Ceará defende PMDB de Eunício após ação da PF


O presidente Estadual do PT, Diassis Diniz, mostrou-se solidário ao PMDB e a Eunício Oliveira, pré-candidato a governador do Ceará, em relação à invasão da Polícia Federal à Câmara Municipal de Fortaleza e à sede do PMDB. 

"O que nós assistimos, ontem, é algo muito perigoso na democracia. A função principal do partido é dialogar e mobilizar sua base. Ouvir opinião, formular opinião, mas, sobretudo, concatenar um sentimento da base onde você possa debater, discutir e construir, a partir desse processo, um conjunto de formulações. E o que o PMDB faz é exatamente isso, portanto, a ação do Ministério Público é extremamente perigosa", conta Diniz.

A decisão que determinou as duas ordens de busca e apreensão também suspende a realização dos Encontros Regionais do PMDB, sob multa diária de R$ 100 mil, caso seja comprovado o uso de recursos públicos de Croatá e Russas.

A ação da PF faz parte da investigação do Ministério Público sobre veículos locados com recursos da Câmara sendo utilizados para deslocamento de doze vereadores ao encontro promovido pelo PMDB, em Croatá, no último dia 15. Na ocasião, a PF apreendeu documentos relativos à utilização dos veículos locados. Documentos também foram recolhidos da sede peemedebista, onde haveria material de propaganda antecipada de Eunício.