terça-feira, 29 de outubro de 2013

ACOPIARA: PREFEITURA QUERIA REDUZIR DINHEIRO DA SAÚDE

Vereador Vicente Junior sendo entrevistado pelo radialista Wilson Filho

Na sessão da Câmara de Vereadores desta última segunda-feira (28) foram apreciados dois Projetos de Lei do Executivo.

O primeiro dizia respeito a abertura de um crédito adicional de 144 mil reais para a formação e capacitação de pessoas enquadradas no programa Bolsa-Família.

Este projeto teve parecer negativo das Comissões formadas pelos vereadores.

De acordo com o vereador Vicente Junior que concedeu entrevista ao radialista Wilson Filho dentro do programa Cidade Alerta da Rádio Carinhosa AM (1.450 khz) nesta terça-feira (29) esse projeto era simplesmente inviável e contra a Lei Orgânica do Município.

Vicente disse que pela lei a Prefeitura teria até o dia 31 de agosto para requerer esses créditos especiais no orçamento para gastos extras, além do mais não justifica selecionar, capacitar e certificar em menos de dois meses do final do ano um grande número de pessoas. 

Ele lembrou que no mês de abril a Câmara de Vereadores liberou crédito extra no valor de 128 mil reais para que a Prefeitura contratasse ônibus para transportar universitários acopiarenses para a vizinha cidade de Iguatu onde cursam a faculdade nos três turnos.

Só que até este momento nenhum ônibus foi contratado e que os universitários do turno da noite estão sendo transportados em micro-ônibus da Prefeitura.

Ele perguntou onde anda o dinheiro que foi liberado?!?!

Dá pra gastar todo esse dinheiro em dois meses???

Será que daria tempo de realizar toda essa formação e capacitação nesse curto prazo???

O outro Projeto mais do que polêmico foi a L.O.A (Lei Orçamentária Anual) de 2014 onde para o próximo ano a Prefeitura previa um corte de 4 milhões de reais nos gastos com a saúde e um aumento para 2 milhões e 700 mil reais nos recursos da Cultura.

Os vereadores de oposição ficaram indignados com isso. Como se justifica cortar despesas com a saúde e aumentar gastos na cultura para realizar eventos e festejos.

O povo não quer circo, o povo quer saúde de qualidade!!!

Vicente Junior lembrou que a principal bandeira levantada na época das eleições pela administração que aí está era a saúde e como médico que é o atual Prefeito jamais poderia cortar em 4 milhões os gastos na área que ele mais conhece e sabe dos problemas enfrentados pelo município.

Enquanto a saúde teria uma redução de 20%, a cultura que promove eventos e festas iria ganhar um aumento de 75% em seus recursos. 

Os vereadores de oposição votaram contra e com isso quem ganhou foi a população que se não teve um aumento nos gastos com o setor da saúde para o ano que vem, mas pelo menos manteve o valor atual de 20 milhões.

Com isso fica em vigor a Lei Orçamentária deste ano para o de 2014.

Um ouvinte fez a seguinte indagação... Como é que vai abrir o Hospital Geral e manter com um mínimo de qualidade o Hospital Municipal Júlia Barreto com 4 milhões à menos???

Os vereadores de oposição salvaram a saúde e a população de Acopiara... parabéns!!!!