domingo, 28 de julho de 2013

Papa dá recado aos jovens: "não tenham medo"

“Vão sem medo para servir". A frase, repetida diversas vezes pelo papa Francisco durante a homilia da manhã deste domingo, no dia de encerramento da JMJ (Jornada Mundial da Juventude), resume grande parte do discurso do pontífice às mais de três milhões de pessoas presentes na Praia de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro.

Em diversas oportunidades, Francisco pediu aos jovens que não tenham medo de propagar a palavra de Cristo. "Evangelizar significa testemunhar o amor de Deus", disse o papa. "Eu digo: vão sem medo para servir", completou o pontífice.

"A Igreja precisa de vocês, do entusiasmo, da criatividade de vocês (jovens)", afirmou Francisco. "O Senhor quer que todos sintam o calor da sua misericórdia e do seu amor. De forma especial, queria que esse mandado de Cristo (Ide e fazei discípulos) se espalhasse por vocês. A América Latina, o mundo precisa disso", declarou o papa.

Durante a homilia, Francisco também disse que, “para onde Jesus nos manda não há fronteiras, não há limites. O Evangelho é para todos, e não só para alguns. Não é só para os mais próximos. Não tenham medo de ir e levar Cristo para todos os ambientes".

"Queridos jovens, Cristo, a Igreja e o papa contam com vocês. Que Maria, nossa mãe, os acompanhe com toda a sua ternura. Vão sem medo para servir. Amém", encerrou o papa.


Com um público estimado de 3 milhões de pessoas, a missa na Praia de Copacabana também teve o maior flash mob da história. Fiéis e até bispos participaram da mobilização de dança.

Na área reservada a autoridades, a presidente Dilma Rousseff acompanhou a missa ao lado da colega argentina Cristina Kirchner. O líder boliviano Evo Morales também esteve na celebração.

No final da missa, o papa Francisco divulgou o local e data da próxima JMJ, será em Cracóvia, na Polônia. Trata-se até de uma homenagem ao papa João Paulo 2º, que nasceu em uma cidade próxima e que também foi o grande idealizador da Jornada.