quarta-feira, 31 de julho de 2013

Aceji promove novo encontro


Jornalistas, radialistas, blogueiros e outros comunicadores estarão reunidos no próximo sábado na cidade de Maranguape, durante o Encontro de Comunicadores da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). A promoção é da Associação Cearense de Jornalistas do Interior (Aceji) e realização da Prefeitura de Maranguape.

O presidente da Aceji, jornalista João Ferreira, e o prefeito Átila Câmara, de Maranguape, estão empenhados para realizar um grande evento. A expectativa é reunir cerca de 400 comunicadores no Encontro.

A programação, ainda em fase de elaboração, trará o tema "O papel do comunicador na reversão de ações políticas impopulares nos municípios". Ocorrerão palestras, oficinas de jornalismo e outras atividades voltadas para a qualificação profissional da categoria e o debate da problemática local e regional.

Para tanto, autoridades políticas e lideranças da comunidade, além de grandes nomes da comunicação no Ceará são convidados para o evento.

A programação oficial será cumprida na sede da Câmara Municipal de Maranguape, com abertura às 9 horas do dia 3 de agosto. Após café-da-manhã (8h)e abertura oficial às 9h, haverá entrega da comenda Jornalista Dutra de Oliveira a personalidades da comunicação e da política. Na sequência, a primeira palestra trará o tema "legislação e oportunidades", com o jornalista Sérgio Pires. À tarde, haverá palestras sobre tecnologias da informação, sustentabilidade e, ao final, sobre a importância da comunicação da administração pública. As atividades direcionadas para os comunicadores presentes serão desenvolvidas no período da tarde.

A Aceji informa que irá disponibilizar ônibus especial, da sua sede (Av. Dom Manoel, 423, centro de Fortaleza), às 8 horas, para Maranguape. O retorno ocorrerá logo após o término do Encontro. Quem deseja participar deve inscrever-se nesta semana.

Em junho deste ano, a Associação Cearense de Jornalistas do Interior (Aceji) comemorou 50 anos de atividades. A entidade é responsável por congregar comunicadores do Interior que atuam nos mais diversos meios.

Todos os anos, são realizados eventos regionais e estaduais para debater o papel do jornalismo e os assuntos de interesse da sociedade civil.

A associação foi fundada em 30 de junho de 1963 na cidade de Canindé, por ocasião da realização do II Congresso da classe. Era um evento para reunir as demandas não só desses trabalhadores, mas da sociedade. E assim fazem até hoje.