terça-feira, 30 de abril de 2013

Síndrome rara faz menina ter apetite incontrolável


Uma menina inglesa de apenas cinco anos tem umarara síndrome que a faz ter um apetite incontrolável. Por conta de sua condição, Ava Carvey segue a risca uma dieta de baixas calorias, além de estar sob vigilância dos pais a todo o momento.
Batizada de Prader-Willi, a síndrome genética foi diagnosticada na criança quando ela tinha apenas nove semanas de vida. A doença, que pode fazer a pessoa comer até a morte, faz com que a família de Ava a monitore constantemente, além de proibir sua entrada na cozinha.
As características comuns dos portadores da síndrome são a baixa estatura, fraqueza muscular e apetite excessivo. De acordo com a agência Caters, os pacientes costumam ter sobrepeso, pois não gastam energia tão rápido quanto as pessoas que não são acometidas pela doença.
A mãe de Ava, Marika, de 35 anos, afirma não deixar os outros filhos comerem na frente da menina, além de substituir sorvete ou chocolate na sobremesa por passas.
Algumas delícias comuns na vida de uma criança normal são cortadas da vida de Ava para que sua saúde não seja comprometida. Ava nunca ganhou um ovo de páscoa, por exemplo, além de nunca ter ganhado um bolo de aniversário, também. Sua mãe diz substituir o doce tradicional com uma gelatina.
A família da criança justifica as grades na cozinha para que a menina não surte. Uma vez que Ava está perto de comida e não pode comer, ela chega a ter ataques de histeria, segundo Marika. O comportamento em restaurantes também é diferenciado. Quando todos saem para comer, Ava recebe porções menores de comida e quando todos acabam a refeição precisam sair depressa do local.