quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Mãe acusada de orientar filhos menores em furto diz que tudo não passou de “brincadeira”

Compareceu à Delegacia Regional de Polícia Civil de Crato por volta das 15 horas desta quarta-feira uma mulher de 29 anos acusada de treinar os seus filhos menores de 5 e 6 anos de idade para furtarem. Essa suposição é oriunda das imagens do circuito interno de TV da Loja Fox Importados de Crato passando a idéia que a mesma distrai a funcionária no balcão enquanto as duas crianças retiram celulares da vitrine e colocam em uma sacola. Depois, os três se retiram do estabelecimento.

Na conversa com o Delegado Bruno Montagnoli, ela negou qualquer orientação para os filhos praticarem tal ação garantindo que não era do seu conhecimento. Atribuiu o furto ao que classificou de “traquinice” e “brincadeira” das crianças. A jovem esteve acompanhada do seu marido de 49 anos e membros do Conselho Tutelar que acompanham o caso. Em casa, ela disse ter se surpreendido quando viu as crianças com os dois aparelhos.

Após o depoimento prestado a mesma foi liberada, mas a polícia vai aprofundar averiguações sobre o comportamento dela já que algumas informações estão chegando à Delegacia. O seu marido também vai ser investigado e todo esse processo terá o apoio do Conselho Tutelar de Crato. O empresário e dono da loja, Erlon Leitão, foi comedido afirmando que não se pode julgar as crianças pelo ato, mas confessou disse ter recebido ligações de pessoas dizendo que a mãe era usuária de drogas e usava as crianças para furtar.”