sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Vigilância sanitária apreende polpas de fruta irregulares em Iguatu


Uma denúncia levou as equipes da Vigilância Sanitária de Iguatu a apreenderem polpas de fruta que estavam sendo vendidas em supermercados do município sem autorização sanitária. Foram apreendidos cerca de 400 produtos na última quarta-feira, 28, em vários pontos de venda da cidade.


De acordo com Eron Sudário, inspetor de vigilância sanitária, a denúncia era recorrente, mas sempre que os fiscais chegavam à fábrica, que funcionava nos fundos de um parque de vaquejada e de um criatório de porcos e galinhas, ela estava com as portas fechadas.



Verificando o registro da “Fruit Polpa” no órgão de vigilância, foi constatado que a fábrica não possuía alvará de funcionamento, nem autorização junto à Anvisa para fabricação e revenda do produto. “O risco de infecção era enorme com a venda do produto”, disse o inspetor de vigilância.



Ainda segundo Eron, ao longo da semana, a vigilância sanitária deve recolher todos os produtos da marca em estabelecimentos comerciais de Iguatu. Há suspeita ainda de que existam outros pontos de venda no município vizinho, em Acopiara. Para voltar a funcionar, o proprietário da fábrica, que ainda não foi localizado, será obrigado a regularizar o registro junto à Vigilância Sanitária.